Grupo RIC é o veículo oficial do Intercom 2014

RICTV-Record-600x274

O Grupo RIC Paraná e a RICTV Record são os veículos oficiais do 39° Intercom – Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, que acontecerá entre os dias 2 e 5 de setembro em Foz do Iguaçu (PR). O evento, destinado ao fomento da pesquisa e à troca de experiências entre acadêmicos, profissionais e estudantes do meio, abordará o presente e o futuro da comunicação no País, com o tema “Comunicação: Guerra e Paz”.

Durante os cinco dias de Congresso, o Grupo RIC contará com um estúdio in loco para realização de matérias, entrevistas e interação com os congressistas. Será montada uma estrutura capaz de promover uma cobertura completa sobre o maior encontro de comunicação do Brasil. Na ocasião da abertura, o presidente do Grupo RIC Paraná, Leonardo Petrelli, estará presente e discursará sobre os rumos da comunicação no Brasil e no mundo, bem como falará sobre sua experiência de mais de 25 anos como executivo do meio e produtor de conteúdo.

Segundo o presidente do Grupo RIC Paraná, a proposta do evento está totalmente alinhada ao dia a dia do trabalho do comunicador. “Para nós é importantíssimo marcar presença e contribuir na difusão do conteúdo de um evento como o Intercom”, declara.

O Grupo RIC Paraná também participará com palestras ministradas pelos jornalistas da emissora. A repórter da RICTV Record, Gislene Bastos, será umas das palestrantes do Intercom. A profissional contará a sua experiência e da equipe da RICTV Record ao viajar para a Antártica com a missão de relatar, em forma de matérias especiais, a reconstrução da Estação Comandante Ferraz, destruída por um incêndio, em 2012. A série foi produzida no início de 2014.

Os repórteres Mauricio Freire e Joabe Almeida, que cobrem o dia a dia da região Oeste do Paraná, na fronteira entre Brasil, Paraguai e Argentina, também contarão suas experiências de reportagem.

A jornalista Lessandra Lara, especialista em mídias sociais, do Portal de Conteúdo do Grupo RIC Paraná, o RIC Mais, ministrará um minicurso sobre a interatividade das redes sociais com os programas de TV da emissora, mais especificamente sobre os cases de sucesso do Balanço Geral. A intenção é mostrar, em 4 horas, como as redes sociais interferem na programação e interagem com o público, principalmente, em questões que envolvem prestação de serviço e utilidade pública.

Leonardo Petrelli faz questão de enfatizar a importância do Grupo para a comunicação do Estado. “O Grupo RIC é o maior gerador de conteúdo regional do Paraná. Por isso, assim como os participantes, o nosso desafio diário também é acompanhar os avanços e as necessidades que a comunicação impõe”, reforça o presidente.

O presidente diz ainda que a utilização de novas linguagens e plataformas é um movimento que acompanha as mudanças impostas pela tecnologia, mas, ao mesmo tempo, a informação deve ser transmitida com base em valores como credibilidade, ética e responsabilidade.

O Intercom

De acordo com a coordenadora geral do Intercom em Foz do Iguaçu, Ariane Pereira, o evento, que é o maior das Américas, tem uma missão desafiadora, pois busca unir profissionais com um único propósito, que é apresentar estudos voltados à comunicação, além de auxiliar na disseminação de novas práticas, visões diferentes e linhas de pesquisas distintas.

“O Intercom abrange o todo. O Congresso tem a capacidade de unir vários níveis de profissionais, aproximando pesquisas e pesquisadores. Os cinco dias de evento refletem sobre a prática e não somente a comunicação como meios”, destaca Ariane. A coordenadora aponta o evento como um facilitador de discussões que sugere pesquisas relacionadas e acaba criando uma nova maneira de pensar. “É sempre uma surpresa positiva”, finaliza.

Além do congresso oficial, outros cinco encontros regionais, também relativos à comunicação, acontecem no mesmo período. Entre os dias 1 e 5 de setembro, o tema comunicação será o foco das discussões entre profissionais e acadêmicos. Na ocasião, além das pesquisas, palestras serão ministradas. Uma delas, inclusive, conta com a participação dos renomados jornalistas da Record, Paulo Henrique Amorin e Vinícius Donola, que falarão sobre cobertura jornalística durante guerras e conflitos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.